Entrevista à TV uruguaia sobre habitação

marirepensando:

O vídeo está em espanhol, mas ajuda muito a entender a questão da moradia.

Originally posted on blog da Raquel Rolnik:

Esta semana, a convite da Federação Uruguaia de Cooperativas de Moradia (FUCVAM), participei do lançamento do livro “La vivienda entre el derecho y la mercancía”, e de um encontro com as candidaturas ao governo nacional do Uruguai, que terá eleições no final de outubro, sobre o tema da moradia, na Faculdade de Arquitetura da Universidade da República.

Abaixo, segue vídeo que concedi na ocasião à TNU (Televisión Canal Uruguay).

View original

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário

Documentário: “ENTRE RIOS” – a urbanização de São Paulo

Documentário excelente que mostra como escolhemos ter a cidade que temos. Apesar de todos os estragos que fizemos, muitos irrecuperáveis, acredito que há ainda caminhos para que tenhamos uma cidade agradável.

Vídeo | Publicado em por | 1 Comentário

marirepensando:

Como matar um parque é o outro nome possível para a publicação do colega. A cidade escolheu como matá-la em prol do carro, esquecendo de garantir qualidade de vida para quem nela vive.

Originally posted on quando a cidade era mais gentil:

Em abril de 1919 saiu na revista A Cigarra uma pequena reportagem, ilustrada com várias fotos, sobre as obras que a prefeitura estava iniciando na Várzea do Carmo, às margens do Tamanduateí. Desse trabalho, segundo a reportagem, iria resultar “a completa transformação da extensa área que separa o bairro do Braz da parte central da cidade”.

Vale a pena ler um trecho da matéria. Afinal, sempre é bonito ver um parque nascendo:

“A Varzea do Carmo, depois de transformado, tornar-se-á um amplo e bellissimo parque, com capacidade superior á dos maiores das grandes capitaes européas e dispondo de lindas ruas, avenidas, gramados, chalets, gymnasios, theatros, cinemas, rinks, lagos, ilhotas, pontes, etc. E’ uma grandiosa obra moderna, de regalo para o publico (…). Para que os leitores tenham uma idéa do que vae ser esse emprehendimento, basta dizer-se que o famoso Parque de Monceau, de Paris, tem 8 ½ hectares, emquanto…

View original mais 51 palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário

Nosso déficit não é de casas, é de cidade

marirepensando:

Considero este tópico importantíssimo em nosso repensar as práticas adotadas. Por considerar que melhor escrito do que a Raquel o fez não é possível, é que republico aqui para que mais pessoas conheçam esse texto maravilhoso.

Originally posted on blog da Raquel Rolnik:

Vejam abaixo entrevista minha ao jornal Brasil de Fato, publicada no mês passado.

“Nosso déficit não é de casas, é de cidade”

Raquel Rolnik defende que atualmente não há políticas para moradia, apenas políticas focadas no setor imobiliário e financeiro

22/10/2012

Pedro Carrano e Thiago Hoshino

de Curitiba (PR)

GCM e funcionários da Prefeitura expulsam famílias que ocupavam terrenona Vila Prudente – Foto: Ale Vianna/Folhapress

A questão não é apenas a falta de moradia no Brasil. Mas a falta de espaço e de uma política para o desenvolvimento urbano. Isso em meio a um quadro de financeirização da construção de imóveis nas cidades. Assim, os programas de crédito na área de moradia ganham um aspecto de política anticíclica, mas estão distantes de resolver a questão da moradia digna no Brasil. Este é o panorama montado pela relatora especial para o direito à moradia da ONU, Raquel Rolnik, arquiteta e…

View original mais 1.779 palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário